Categorias dos Produtos:


Anunciantes

Pagamento Express no Bcash da Capa de Maquina Frontal

Quant.:
  
 
Mais condições

Visualizando- Alimentos para fortalecer o sistema imunólogico por Patrícia Bertolucci

  • Alimentos para fortalecer o sistema imunólogico por Patrícia Bertolucci - Imagem 1
  • Alimentos para fortalecer o sistema imunólogico por Patrícia Bertolucci - Imagem 2

  • Saiba mais do Produto, clicando nos Videos.


O cotidiano agitado, associado ao estresse e uma alimentação inadequada podem influenciar negativamente no funcionamento do nosso sistema imunológico. Ele é responsável por impedir a ocorrência de algumas doenças ao longo da vida, uma vez que combate a instalação e ação de microorganismos invasores, além disso, é importante para retirada de células mortas do organismo, atuando como uma “limpeza” e também combate a formação de células alteradas, que podem evoluir para um câncer.

Estudos mostram que a alimentação pode estar relacionada ao sistema imunológico, sendo a oferta de vitaminas e minerais essencial para a manutenção.
Conheça as vitaminas e minerais que estão envolvidos nesse processo:

Vitamina C presente na acerola, caju, laranja, morango, couve manteiga, auxilia na produção de células essenciais do sistema imune, especialmente os neutrófilos que atacam bactérias e vírus.
A vitamina E (azeite, cereais integrais, gérmen de trigo, nozes, espinafre) assim como a vitamina C são importantes uma vez que possuem propriedades antioxidantes protegendo as células imunes do estresse oxidativo e assim aumentando a ação do sistema imunológico.
A vitamina B9 / ácido fólico pode atuar também na melhora do sistema imunológico por meio da estimulação e formação de glóbulos brancos, células importantes para defesa do organismo. Esta vitamina pode ser encontrada no fígado, em feijões, couve, brócolis.
O beta-caroteno, pró vitamina A, presente em legumes como cenoura, abóbora, mamão, batata doce é um nutriente responsável por aumentar a produção de células T e células natural killer (combate a infecções virais e células tumorais).
Os minerais também possuem papel importante no metabolismo e na estimulação do sistema imune. O zinco, presente em feijões, grão de bico, lentilha, nozes, amêndoas, atua na proliferação de células de defesa, na inibição da fagocitose de macrófagos e neutrófilos (células do sistema imunológico) impedindo assim a morte das células imunes e aumentando a sua eficácia.

Alguns alimentos possuem o que chamamos de compostos bioativos, ou seja, substâncias que agem efetivamente na prevenção ou melhora de algumas funções do nosso corpo. Por exemplo, a alicina, presente no alho e na cebola é um composto que auxilia o nosso sistema imune agindo na destruição e inibição de bactérias, estimulando a atividade da imunidade humoral e celular (dois tipos de imunidade que nosso corpo possui contra substâncias estranhas que entramos em contato), além de aumentar a produção de citocinas e moléculas citotóxicas (enviam sinais durante a resposta imunológica).

A lentinana, presente nos cogumelo shiitake possui atividade estimulante do sistema imunológico (especialmente de linfócitos T auxiliares) frente às infecções parasitárias, fúngicas e virais.

O resveratrol, principal composto das uvas, mostra sua a atuação no sistema imune através da produção de oxido nítrico que está envolvido em muitos processos fisiológicos como a neurotransmissão, controle da pressão sangüínea, inflamação, reações imunológicas e nos mecanismos de defesa contra microorganisnos e tumores.

O chá verde possui compostos fenólicos, responsáveis por atuar na indução da morte de células tumorais, auxiliando o sistema imune principalmente em tumores induzidos pela radiação UV (raios solares).

Estudos mostram que a lisina, presente no ovo, pode auxiliar na modulação da imunidade em crianças, pois este aminoácido auxilia na produção de anticorpos. Algumas pesquisas mostram que a quantidade adequada de lisina no organismo reduz a incidência de herpes labial, uma vez que o sistema imunológico está em equilíbrio. Além disso, o ovo possui vitamina A, que quando deficiente pode influenciar o sistema imunológico e causar resistência às infecções.

Desse modo, percebe-se o quanto é importante uma alimentação diversificada, para que se obtenham todos os nutrientes para fortalecer não só o sistema imunológico, mas também o corpo como um todo. Porém exageros alimentares de um ou outro não trará benefícios, pelo contrario podemos ter falta de diversos nutrientes importantes para reações corpóreas, assim devemos equilibrar nossa alimentação buscando uma melhora na qualidade de vida.

Currículo da Especialista:
Patrícia Bertolucci.
Nutricionista da PB Consultoria em Nutrição formada pela Universidade Federal de Goiás, onde também cursou Educação Física, sem completar este último curso.

Pessoas que visualizaram este artigo também visualizaram: