Categorias dos Produtos:


Anunciantes

Pagamento Express no Bcash da Capa de Maquina Frontal

Quant.:
  
 
Mais condições

Visualizando- Qual é a hora certa para Empreender?

  •  Qual é a hora certa para Empreender? - Imagem 1

  • Saiba mais do Produto, clicando nos Videos.

Neste artigo exploraremos as razões pelas quais você pode precisar ou quiser complementar a sua renda de aposentadoria para acompanhar a inflação, para manter seu estilo de vida pré-aposentadoria, para cumprir um sonho de possuir seu próprio negócio, para escapar do impacto do downsizing, e muitos mais.

O melhor lugar para começar é determinar por que você quer ou precisa complementar sua renda de aposentadoria.

1. Você quer manter a inflação: Os negócios pré-aposentadoria e pós-aposentadoria nas empresas tornaram-se extremamente popular estes dias porque o custo de vida aumentou dramaticamente, muitas vezes ultrapassando os salários de aposentadoria e poupança. O resultado disto é um monte de gente quase se aposentando e precisando complementar sua renda para cobrir as despesas. Iniciar seu próprio negócio é uma ótima maneira de proteger-se contra atuais e futuras pressões inflacionárias.

2. Você quer manter ou melhorar seu atual estilo de vida: Um fator comum para a maioria dos aposentados é que eles tiveram de cortar pela metade ou mais, os gastos com atividades de lazer como férias, comer fora, comprar roupas novas, para poder dar ao luxo de permanecer aposentado. Começar um novo negócio, permite ganhar uma renda extra  que ajuda a complementar a sua renda, para que você consiga manter ou melhorar seu estilo de vida pré-aposentadoria e não deixar de fazer as coisas que você gosta após a aposentadoria.

3. Você sempre sonhou de ter seu próprio negócio: Você provavelmente passou a maior parte de sua vida adulta, colocando as necessidades dos outros (cônjuges, filhos e pais)  à frente dos seus próprios sonhos e ambições. A vida não é um ensaio, e você tem apenas uma. Assim que se você sempre sonhou em ter seu próprio negócio, não deixe que a sua idade o intimide. Não  há melhor momento do que agora para começar a fazer seus sonhos realidade.

4. Você foi demitido: A crise mundial que inicio em 2008, já quase ficou na historia mais não é nenhum segredo que os empregos nas indústrias, tecnologia, entre outro estão desaparecendo do mercado de trabalho, devido a terceirização e Mao de obra barato, ate mesmo para outros países como índia a uma taxa alarmante. O resultado, muitos trabalhadores tem sidos demitidos todos os dias. E, adivinhem? Quanto mais velho você for, mais difícil é encontrar um novo emprego.

Começar um negócio permite-lhe assumir o controle de seu futuro e fornece um ganho financeiro seguro.

 

5. Você não poupou em seus anos de juventude: Se por algum motivo não poupo para ficar tranqüilo na aposentadoria quando você era mais jovem, não se preocupe. Você pode abrir um negócio para continuar o mesmo padrão de vida ou melhorar.

6. Você quer  dinheiro extra para gastos de Viagens e Lazer: Você trabalhou duro e continua trabalhando, porque os babyboomers não param. Mas agora é tempo de viajar e exercer outras atividades de lazer, mas há um problema, você não tem renda suficiente para cobrir as despesas de viagens ou outras atividades. Iniciar um novo negócio de tempo parcial ou de temporada para ganhar uma renda extra, seria uma forma fantástica de financiar seus passatempos. De fato, muitos empresários aprenderam a combinar negócios com viagens e trabalhar de forma prazerosa. 

7. Você quer ajudar seus filhos ou netos financeiramente: Ajudar os seus filhos e netos é uma excelente razão para você querer ganhar uma renda extra, obviamente desde que não seja para financiar uma criança de 35 anos, ainda morando em casa, e sem bom senso para o trabalho. Se você quer ajudar os seus filhos para que eles tenham uma vida melhor do que a sua,  empreender seria uma forma de fazer isso sem ter que esticar ao extremo o seu salário ou poupança.

8. Você quer pagar a dívida: Livrar-se de dívidas rapidamente é sempre uma boa idéia, mas isso pode ser muito difícil de fazer se você está tentando pagar as dívidas com seu salário ou mesmo com o que ganha com a aposentadoria. Ganhar uma renda extra a partir de um novo negócio é uma ótima maneira de saldar a dívidas rapidamente de um empréstimo de carro, ou cartões de crédito, hipotecas, etc.

Mesmo que você consiga ter um rendimento extra de R$ 1000 por mês, o que daria R$12.000 por ano, que podem ser usados ​​para pagar as dívidas e livrar-se de juros por pagamento antecipado no caso de um empréstimo.

9. Você quer continuar na Ativa: Característica intrínseca nos babyboomers é a de continuar trabalhando, mesmo após a aposentadoria, e com isto estão retardando o envelhecimento. As pessoas estão vivendo mais tempo e estão muito mais saudáveis agora do que as gerações passadas. Devido a isso, muitos estão buscando novos desafios, e começar um novo negócio é uma forma fantástica para se manter ativo fisicamente e mentalmente.

10. Você quer construir  riqueza: Não há absolutamente nada de errado em querer ficar milionário(a). Abrir um negócio  é uma excelente maneira de alcançar seus objetivos financeiros, especialmente se você já tem um salário suficiente para pagar suas despesas pessoais para que os lucros ganhos da empresa possam ser reinvestido na expansão dos negócios, a melhoria de processos, ou para investir.

11. E FINALMENTE. . . Porque você pode: Um dos maiores benefícios e privilégios de viver em uma sociedade democrática e livre é o fato de que ninguém pode dizer que você não pode iniciar e operar um negócio e gerar renda. É o seu direito de fazê-lo se quiser. Assim que se você quer realizar seu sonho e abrir seu negocio próprio você pode!

 

Para complementar este artigo, tem uma artigo da revista PEGN na edição de abril que expõe que cada fase da vida reserva prós e contras para quem decide ter o próprio negócio. Saiba tirar proveito do seu momento. Não importa se você acabou de fazer 40 anos ou já passou – e muito – dos 50, o importante é a expertise e a afinidade que você tem na área. Veja na próxima página.

Algumas das razões para empreender são:

1. MOTIVAÇÃO

Realizar um sonho antigo é a maior motivação dos empreendedores mais maduros para abrir um negócio. 62,5% dos pesquisados entre 45 e 54 anos, e 33,3% dos entrevistados entre 55 e 64 anos disseram que queriam ter sua própria empresa para “consumar uma paixão”. Alcançar a independência, fazendo para si o que faziam para os outros, é outro estímulo: 33,3% dos empresários entre 55 e 64 anos assinalaram a alternativa.

Quem foi demitido aos 50 e decide empreender tem o grande desafio, antes de tudo, de encontrar motivação no novo negócio. É preciso ter certa reserva financeira que permita correr o risco, ou então um profundo conhecimento do caminho para arrumar dinheiro.

 

2. ESTRATÉGIA

Nada de trabalhar com um produto que já existe: empresários com mais de 45 anos criam uma empresa com o objetivo específico de desenvolver e vender um produto ou serviço totalmente novo no mercado: a alternativa foi selecionada por 56,3% dos pesquisados entre 45 e 54 anos, e todos os entrevistados entre 55 e 64 anos.

3. OBSTÁCULOS

Sobra informação, mas o dinheiro está em falta. A disponibilidade de recursos financeiros é o grande empecilho para os empresários entre 55 e 64 anos: 66,7% deles relatam o problema. Conseguir financiamento também é uma dificuldade para 43,8% dos empreendedores entre 45 e 54 anos. Os mais jovens não estão imunes a esse obstáculo: 22,3% dos empresários entre 25 e 34 anos sofrem para conseguir bancar seus negócios.

4. INOVAÇÃO

Inovar faz parte do dia a dia dos empresários maduros. 100% dos entrevistados entre 55 e 64 anos disseram ter implementado alguma estratégia inovadora com base no conhecimento do mercado, para atender às necessidades dos clientes de suas empresas. Para 66,7% deles, inovar é necessário também para acompanhar as tendências do mercado: eles sabem muito bem que esse é um investimento fundamental e um diferencial competitivo.

5. RISCOS

Longos planejamentos e análises minuciosas não fazem parte da rotina dos empresários maduros. Para eles, o importante é antecipar os movimentos do mercado e agir com rapidez, mesmo que isso signifique correr riscos. 66,7% dos entrevistados entre 55 e 64 anos afirmam que gostam de se aventurar, mesmo quando não têm como prever o resultado da empreitada — a mesma resposta foi dada por 37,5% dos pesquisados entre 45 e 54 anos.

6. CLIENTES

Investir no mercado global não está entre as prioridades dos empreendedores acima dos 55 anos: 100% deles afirmam que é mais interessante atender às necessidades do mercado local — muitos deles trabalham há anos na mesma área de atuação, e contam com a segurança de um universo conhecido. O desejo de internacionalização é uma ambição mais presente entre os empresários de 25 a 44 anos.


7. ESTABILIDADE X INCERTEZA

O número de empreendedores na faixa dos 40 anos só vai aumentar. Porque quem está empregado, muitas vezes, não sente satisfação com a atividade que desenvolve. A empresa não atende mais às suas necessidades. Existe inquietude por estar preso a uma estrutura que não aproveita seu potencial, não satisfaz seu sonho. Ao mesmo tempo, há o medo de abandonar o trabalho por causa da estabilidade. Mas é preciso entender que dá para sair sendo protagonista da sua carreira, empreendendo.

8. EMPREGO X EMPRESA

Aos 40 é comum existir uma angústia muito grande causada pelo dilema entre o que a pessoa gosta de fazer e o que é obrigada a fazer em nome da estabilidade. Para tentar sair do impasse, aproveite o período em que ainda está trabalhando para se conhecer melhor e definir o seu futuro negócio. Tente descobrir o que você faz bem e o que não faz seus pontos fracos e fortes. Depois, peça o apoio das pessoas próximas para ajudá-lo a identificar as áreas onde você pode atuar melhor. Procure alguns mentores e, após ter seu negócio na cabeça, busque entidades especializadas para construir o seu plano de negócios.

9. PRIORIDADES

Quem empreende aos 40 ainda está na fase de construção de vida, de constituir patrimônio. As despesas com a família são muito altas. É preciso coragem. O custo pessoal para mudar de lado é muito maior, existe o medo de comprometer o pagamento da escola dos filhos, as férias de fim de ano. Por outro lado, nessa idade é comum haver certa reserva financeira que pode ajudar na hora de investir na empresa. E já há maturidade e experiência suficientes para calcular o risco.

10. A TÉCNICA NÃO BASTA

 O domínio da técnica não garante resultado positivo para o negócio. Os mais experientes podem pensar que abrir uma empresa na área em que dominam é garantia de sucesso. Mas o conhecimento tecnológico é só uma pequena parte do negócio e ainda é comprável: pode-se contratar alguém para fazer, diz Fernando Dolabela, escritor e professor de empreendedorismo.

11. NETWORKING

Depois dos 40 anos a rede de contatos tende a ser muito maior e isso é uma vantagem. Mas é preciso pensar nas relações de acordo com o negócio que se vai começar. Não adianta apenas conhecer muita gente. Procure pessoas que possam contribuir para a construção do seu sonho, diz Dolabela.

12. CUIDADO COM O EGO

Quem tem 50 anos corre o risco de achar que vai ser tão bem-sucedido como empreendedor quanto foi como empregado. Os mais experientes costumam ter uma sensação de invencibilidade, precisam tomar cuida¬do com o ego. O modelo mental de quem passou alguns anos trabalhando se consolida de um jeito. Ser empreendedor de um negócio novo, inovador, é completamente diferente de ser empregado”, afirma Yuri Gitahy, investidor anjo e fundador da Aceleradora, que apoia startups com gestão e capital-semente.

13. TEMPO A FAVOR

Há um ponto em comum entre os que já passaram dos 50 ou 60 e os que ainda estão na faixa dos 20: certa falta de responsabilidades. A família está encaminhada, os filhos já são independentes. É um bom momento para empreender, uma vez que a pressão do cotidiano e dos compromissos se torna de certa forma menor.

14. DE OLHO NAS OPORTUNIDADES

A realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas no Brasil abre oportunidades nas áreas de educação, turismo e marketing esportivo. Os negócios ecológicos também vão continuar em alta: cosméticos orgânicos, defensivos agrícolas verdes, sorvetes com frutas da Amazônia, produtos de limpeza biossustentáveis, consultoria ambiental, reciclagem. Assim como empreendimentos de tecnologia, entre eles, digitalização de documentos, desenvolvimento de lojas virtuais e produção de games.

15. APRENDER A EMPREENDER

Quem trabalhou a vida inteira e decide empreender depois da aposentadoria precisa tomar cuidado. “É uma fase perigosa, você passou a vida toda no mundo do emprego, pode es¬tar con¬taminado com a menta¬lidade do empregado, aquela história de esperar que alguém resolva os problemas”, diz Dolabela. Por isso, buscar formação é fundamental. É preciso estar apaixonado pelo que se faz, porque não se sai da própria empresa como se sai de um emprego. A empresa é sua. Você precisa dar certo.

16. TALENTOS COMPLEMENTARES

 Ninguém precisa alterar sua forma de ser para empreender. Basta fazer um exercício de autoconhecimento e perceber aquilo que não sabe as características que não tem. A partir daí, deve-se buscar pessoas de talentos complementares aos seus. Um empreendedor de 50 a 60 anos, por exemplo, tem experiência de sobra, mas pode faltar pique — uma saída é procurar sócios mais jovens. Esse é um segredo importante do processo: somar conhecimento e networking com energia.

FONTE:

http://revistapegn.globo.com


Pessoas que visualizaram este artigo também visualizaram: